Como salvar meu casamento

Se o seu casamento está afundando, é hora de responsabilizar o seu lugar como esposo e também esposaHá dois tipos de caiaque: um é o individual, quando uma pessoa sobe, segura os remos e também vai remando. O outro é o caiaque duplo. Neste não dá para ir sozinho, pois foi fabricado para duas pessoas. A distribuição de forças e também de peso no caiaque é para duas pessoas e, então, não adianta somente um esmerar-se no remo e também deixar que o outro “se vire”.

como salvar meu casamento

No caiaque duplo, a sincronia dos remos é o mais essencial. Não adianta um vogar muito e o outro defeituosamente. Se um rema e também o outro não ajuda, se um rema rápido e o outro devagar, o caiaque afunda. Esse “jogo de forças” sem sincronia faz com que o caiaque vá para o altura.O matrimônio é um caiaque para duas pessoas. Se Deus chamou você a vivê-lo, não há outro jeito, é preciso remar em sincronia, é preciso que o casal ande em sintonia. É necessário aprender e, muitas vezes, ensinar. Um ensina o outro, porque é preciso que os 2 aprendam. Esse é o único jeito de levar em na frente de o caiaque do consórcio.

Como salvar meu casamento

Se você, mulher, já está mas adiante no processo da santificação, saiba que não adianta trespassar defronte como na “Corrida de São Silvestre”. Sua vocação é andar no caiaque duplo. É ter sincronia, é ensinar o marido a vogar junto.Sua função é preparar seu companheiro para que este também aprenda e também entre no ritmo. Você precisa debutar a ensinar seu marido muito devagarinho, treinando bastante, até que este se habitue e vocês adquiram sincronismo.Homens, é hora de deixar de medo! Remem com suas mulheres, porque elas já remaram demais sozinhas. O navio afundou, porque vocês, infelizmente, não tinham assumido suas responsabilidades.Maria foi santa, porque José foi muito santo. Concomitantemente (aí está o lindo), José foi santo, porque Maria foi bastante santa.Como padre, herdei de Deus um caiaque individual e preciso vogar sozinho. Tenho uma comunidade, uma família, porém no meu caiaque preciso andejar só. Sempre me pergunto como salvar meu casamento.

É logo que Deus me ou. Quem é chamado ao matrimônio está num caiaque a 2 e também terá a sabedoria de guerrear pelo sincronismo. José assumiu essa veras em sua vida. Não há José sem Maria, e não há Maria sem José.Varão, é preciso que você tenha Cristo como o seu Seu. Mulher, sua responsabilidade é casal: seu marido precisa ser sua moleira e a carola do seu marido deve ser Cristo.

“Vós que temeis a Cristo, submetei-vos uns aos outros; mulheres, sede submissas aos vossos maridos, como ao Sr.. Pois o marido é a moleira da mulher, como Cristo é a cabeça da Igreja, o Salvador do seu corpo” (Efésios 5,21-23).Submissão não é subserviência. “Sub + missa” vem de sub + missão = estar debaixo da missão do casamento.

O marido tem a missão de ser testa do lar, e a senhora de ser coração e também estar sob a missão do seu marido. Estar “debaixo” não é ser menor, pois quando está sob a missão do esposo, a senhora consegue que seu lar e também seu conúbio sejam o que Deus já.

5 (100%) 6 votos